Nosso Meio Ambiente

NMA - Nosso Meio Ambiente

PARCERIAS

Anuncie aqui:
Fale com: José Ferreira
josefereira@yahoo.com.br
Visitante: 1088

PARCERIAS


Boa tarde! Seja bem-vindo(a). São 14 horas, 47 minutos e 38 segundos de 18/10/2017 .

Trânsito e Segurança Pública


O que o trânsito tem a ver com a segurança pública?


Tudo ou nada?

Em um pequeno apanhado veremos que a lei 5.108 de 21 de setembro de 1966 - Código Nacional de Trânsito - era mais amplo e melhor contribuia com a segurança pública. Vejam os artigos 83, inciso XV onde cita que o condutor de veículo deverá, à época, "colocar-se com seu veículo à disposição das autoridades policiais, devidamente identificadas, quando por elas solicitada para evitar fuga de delinqüentes, ou em casos de emergência, na forma do Regulamento", além de outros conteúdos relacionados.

Hoje, a fiscalização de trânsito fica a cargo do município e se fizermos uma pequena análise veremos que a sensação de segurança diminuiu gradativamente e consequentemente a violência aumentou a partir do novo milênio. Vejam o artigo 23 que "compete às Polícias Militares dos Estados e do Distrito Federal: III - executar a fiscalização de trânsito, quando e conforme convênio firmado, como agente do órgão ou entidade executivos de trânsito ou executivos rodoviários, concomitantemente com os demais agentes credenciados".

Diante da forma suja de se fazer política atualmente, não é interessante ao chefe do poder executivo municipal, mandar impôr uma rígida fiscalização no trânsito, haja vista, um próximo pleito eleitoral.

Por outro lado, um pesado investimento na fiscalização de trânsito, através de blitz desencadeadas por todo o País, estratégicamente programadas, poderá melhorar os índices que aí estão.

Cabe salientar e a título de sugestão, sem entrar em muitos detalhes: se executado um pequeno ajuste no CTB, retirando aquele artigo que trata dos faróis, o inciso que obriga o convênio com outros órgãos e der amplos poderes legais de fiscalização aos Policiais fardados com certeza irá aumentar os níveis de segurança no País.

Conclusão

A forma que os bandidos encontram para transportar toda logística do tráfico e dos crimes relacionados passam pelos automóveis, caminhões, trens, aviões, navios, barcos e por fim bicicleta, a cavalo, carroça, etc., e, impondo um rígida fiscalização nesses ítens, em todo o território nacional, com certeza, o tráfico, os homicídios e outros crimes serão acentuadamente dimuídos.

Cabe citar ainda que qualquer pessoa pode-se titular ou autoentitular-se conhecedor de uma área qualquer, podendo ser até nomeado, principamente segurança pública, mas ninguém conhece tanto, quanto os funcionários de carreira. Os funcionários de carreira deveriam assumir atividades estratégicas típicas.

Ou seja, cada qual com cada qual.

O CTB que aí está, atende em grande parte a intesses escusos.

Imaginem a quantidade de placas e semáforos desnecessários, além de escritas minúsculas existentes na sinalização em Belo Horizonte. Atendem quais interesses? Educativos, com certeza não atendem.





Que o instinto de proteção, justiça e paz esteja sempre contigo.


Cópia livre com indicação da fonte. - Contato: nma@nma.eco.br