Nosso Meio Ambiente

NMA - Nosso Meio Ambiente

PARCERIAS

Anuncie aqui:
Fale com: José Ferreira
josefereira@yahoo.com.br
Visitante: 1760

PARCERIAS


Boa tarde! Seja bem-vindo(a). São 16 horas, 34 minutos e 56 segundos de 18/12/2017 .

Trânsito: Deslocamento programado


O que é um deslocamento programado na condução veicular?

Quem trabalha e usa o veículo como meio de transporte, sai e volta praticamente todos os dias da semana percorrendo o mesmo itinerário. Porém tem alguns pormenores, de suma importância, que devem ser observados.

Exemplificando:

Hoje, ao transitar pela Avenida Afonso Pena, centro de BH, em direção à Avenida Antônio Carlos e sabedor que iria executar este percurso, conduzia meu veículo pela segunda faixa, contando da esquerda para a direita do condutor, pois, só assim poderia, sem atropelos atingir a primeira faixa da esquerda, contando no mesmo sentido, da rua Curitiba, em seguida entrar no Viaduto à esquerda e continuar em frente.

Vejam que ao fazer esse itinerário, observo permenentemente a sinalização e com bastante ênfase àquelas faixas brancas longitudinais existente no solo e na rua Curitiba tem estas faixas, que sempre foram mal organizadas e com manutenção zero, mas ainda dá para se ver que, quem desce totalmente à esquerda pela Av. Afonso Pena, teria que entrar também à esquerda, em direção à Av. Paraná ou dar sinal à direita e esperar oportunidade para entrar na faixa correta.

Não foi nenhuma surpresa, mas hoje por volta de 09:00 horas passando pelo local citado, um condutor forçou a entrada à direita. Então, como meu veículo estava um pouco à frente do veículo dele e com a janela do condutor aberta fiz o tradicional sinal de braço, sinalizando àquele condutor que eu respeitava a faixa ali exitente. Continuei em frente.

Ademais, se naquele momento, deslocasse o veículo para a direita, além colocar o condutor mais à direita em maus lençóis, iria cometer infração de trânsito.

Já no viaduto o condutor alcançou-me e perguntou-me se eu dava mais valor à faixa no chão ou o meio-fio que estava à frente dele.

Vejam o interessante para o tráfego de veículos: se o meio-fio estava à frente dele, ele teria que dar sinal para entrar na faixa correta, logo ele não tinha preferência de passagem, então deveria anteceder sua decisão, reprogramar o trajeto a ser executado, sob pena de prejudicar os demais condutores ou tentar "levar vantagem em tudo".

Cabe salientar que, apesar da legislação não ser tão clara em outros ítens, neste caso, ela é bastante contundente.

Legislação:

Vejam.

O artigo 29 inciso II do CTB - Código de Trânsito Brasileiro, determina que "o condutor deverá guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos...";

E o artigo 35 do CTB - Código de Trânsito Brasileiro, também determina que "antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por meio da luz indicadora de direção de seu veículo, ou fazendo gesto convencional de braço";

e ainda assim, no parágrafo único do artigo 35, explica que "entende-se por deslocamento lateral a transposição de faixas, movimentos de conversão à direita, à esquerda e retornos".

Qual é o Órgão Executivo de Trânsito Municipal de Belo Horizonte? E por acaso existe este Órgão em Belo Horizonte?

Como sofre o povo brasileiro!

É por isso que digo: "eu góstio".

O objetivo deste texto foi inserir uma prática que acontece diariamente no dia-a-dia da maioria dos condutores de veículo pelas ruas e estradas deste nosso Continente chamado Brasil.





Que o instinto de proteção, justiça e paz esteja sempre contigo.


Cópia livre com indicação da fonte. - Contato: nma@nma.eco.br